Ponto de ruptura

20 06 2007

Estou tão farto!





Património

17 06 2007

Um ano,uma década.marcas dos sons,marcas dos locais.marcas das imagens.Fotografias do Passado mas que são ainda o Presente.

Os “looks”,os cabelos,a imagem.Os comportamentos que mudaram ao longo do tempo em relação às mesmas coisas.Pensar como era a vida nesse momento.Parte do que cresceu contigo,as imagens e os sons.

O património.O teu,o meu,o nosso.Não é alheio.É de todos apesar de cada um reclamar a sua parte.As âncoras que não nos deixam esquecer.

No Portugal que acordou,que espernou,na aurora de uma nova era;os dedos esticados,aqueles dois dedos esticados,os braços cruzados,brandidos em surdina que não sendo para ninguém chocam sempre alguém.

Na maior parte daqueles locais que vi mas onde nunca pus os pés parece que deles nunca me afastei.Nunca saí.





14 06 2007

Ver a dôr do outro lado.Não sentiu…quer dizer não pode ter mesmo sentido.Por isso não doeu.Não pode ter doído.Dores tão fortes não se sentem.Desligamo.nos quando antes de chegar até nós.Se além do ponto final há um parágrafo.Se o tempo de uma vida tem outro tempo a seguir,então tudo não é mau.A ausência aqui não é má porque é presença noutro lugar.E eu não sou assim tão importante.

Se pensar nela,prendo.a?Dou.lhe vida?Sarar as feridas compensa?Não escapamos quando queremos mas quando deixam.

Não há “ses”.Não há “mas”.Ou é “sim” ou “nunca”.

Há alguma tabela de correspondência entre os créditos de sofrimento acumulados aqui e as recompensas no outro lugar?Quando se sobe,sabemos quem somos?Vemos a Luz e somos perfeitos?As nossas fraquezas viram forças?

Tudo e todos que são bons nas nossas vidas vão connosco?

Conseguimos sentir o abandono?Aquele momento em que descolamos?Quando ficamos mais leves,quando a nossa alma nos abandona?Lembramo.nos do que já tínhamos esquecido?A ditadura do tempo,finalmente acaba?E os ponteiros?Morrem também?

Somos um sem os outros e não em simultâneo?É sorte ou maldição?Ouvem.nos?Há travessia?Corvos?O Barqueiro ainda une as Margens ou faz a sua greve?A vida é corredor entre espelhos?Somos vistos mas não vemos?Paraíso,Inferno:mesmo ou é tipo Ilha?

Somos caracóis na ponta da navalha…

I used to think about corpses…recording them while fading away.Six Feet Under.

Quis ver o Epílogo antes da Prateleira.





13 06 2007

.foi um dia estranho.não estava em lugar nenhum.Estava incomodado.Disperso…





Ses…

12 06 2007

O amor da minha vida nunca deveria ter passado de amizade.Não se adoça algo que já é doce.Não se aperfeiçoa algo que já é perfeito.Não peças mais quando já tens tudo.





5 06 2007

Os 80s tiveram e têm(!) grandes bandas sonoras.Esta descobri há pouco tempo.Não a ouvia ha demasiado.





Antídoto

4 06 2007

A nostalgia é o meu veneno. O Passado é o meu vício. Estar ali,sozinho,inundou.me de memórias.

“Debaixo da pele,envolvemos as memórias,as ideias,a esperança e o desencanto.”

“Não sei se este rosto és tu ou a imagem de ti na minha memória.” in, Antídoto,de José Luis Peixoto